domingo, 26 de abril de 2015

MUDANÇA DE HÁBITOS?

Mudou o nome. Agora é Heros! pelo visto, agora FAZ ativo!

Certo dia estava em um site de exibição de câmeras dando piiiiiiiiinnnta na casa de certo senhor, no Rio.
Me chamaam pra ver. Ri litros, com tanta preocupação dele com o cabelo, na cam.


segunda-feira, 13 de abril de 2015

PEDIDO DE LEITOR

Salchicha & Pee Wee e o vômito no pau. (sem palavras)
Paulo, por isso pediu? 



VÍDEO  230MB






"E A TRAVA LEVOU"...


Aqueles que acompanham o blog, certamente lembram de certos causos aqui contados. Todos foram causos reais.
Dentre tantos, recebi algumsa vezes em casa, uma dupla de conhecidos: Padrasto e enteado. O primeiro, 36, o segundo, 22 anos e um instrumento de trabalho de responsa!
Infelizmente, as fotos reais eu apaguei. Por isso sempre digo: Guarde tudo, nunca sabemos quando precisaremos utilizar. Não, não foi elza, enforcamento nem nada disso, apenas queria ilustrar com fotos do gostosinho.

A última vez que o enteado me visitou, veio sozinho. A transa é bem mais prazerosa quando ele vem só. Fica mais solto!
Nossa última transa foi regada por algumas latinhas de cervejas, pagas pela puta mó e leite. Nosso. Me comeu de tal forma, que mesmo depois de dar para outros, ainda me pego lembrado dele, por entre as minhas coxas. Aquele corpo suado olhando na minha cara e mandando dar com gosto! Aii que delícia!!
Pediu para dormir em casa e temendo enforcamento ou coisa do tipo, disse não!
Domingo último, fiquei sabendo que casou. A minha  primeira reação foi pensar: " Maldita racha! terá todo aquele pau todos os dias", pois até onde sei, ele adora sacanagens, mas se diz "hétero"
( Mais um daqueles héteros confusos, que ficam com homens)



Para a minha surpresa, a fonte(padrasto) revela que ele havia casado com um travesti, que conhecera na "Cultura" ( Autorama da TV Cultura, no bairro da Lapa, onde os michês mais humildes trabalham)
Interessado no assunto, pedi todos os detalhes e fui prontamente atendido.
Conhecera na quinta e na sexta a noite já habitava o cafofo da trava. cafofo este, que abriga cerca de 20 travestis, que fazem programas e fornecem uma boa vida para a trava mãe e consequentemente, para ele. 
O bofinho é de classe menos favorecida e bastou ver o carro da trava, para entrar nele e partir, sem se dar ao trabalho de sequer ir em casa, pegar suas algumas peças de roupa.


Segundo consta, no cafofo, a vida é regada a substâncias de cor esbranquiçada e sexo sem proteção!
Aos pais, o delicinha apenas mandou informar que está casado. O irmão pediu para ver uma foto da mulher e teve o pedido negado. 
Que falta de consideração! Se fosse uma menina loira e peituda, ele teria enchido a rede social de fotos, mas como se trata de uma relação homo, leva uma vida em segredo. Comer e se dar bem pode, assumir que come gosta não pode, não é mesmo?
Por sorte, o cafofo fica em outro município, bem longe da Capital paulista!
Ja informei ao padrasto: Quando a criatura voltar, nem invente de trazer aqui ou se atreva a dar meu número de telefone.

Como sempre dizemos, por alguns luxos, coisas básicas para nós, esses meninos topam tudo. Menos trabalhar.






By Madame K



quinta-feira, 9 de abril de 2015

MICHÈT BRENNO EM VÍDEO SOLO



Como esquecer o dia, ou melhor a noite, que estando nós na Lagoa, ele bateu com essa vara na minha coxa e me chama pro acasalamento?
Eu apenas olhei e imaginei o sofrimento que seria encarar tal desafio!
































Vá aos comentários

sábado, 4 de abril de 2015

SOBRE OS PEDIDOS



Davyd come Tiago
















286 MB   senha: xylar12:1224075



Alexander e Silverio

















Parte 1      Parte 2

APOSTO QUE ERA VÍCIO

















Um ex, um daquelas dezenas que tenho, me chama no mensageiro e pergunta se está tudo bem. Categoricamente, digo que sim, sem querer saber se consigo está igual.

Quando já tinha ignorado o papo, ele solta: " estou péssimo"
Imaginando uma cena de novela mexicana, para pedir alguns trocados, quis saber o que poderia ter ocorrido. Quando se trata desse tipo, ja podemos imaginar: Foi preso, assaltou, roubou trakinas no mercado, deu a elza em alguem, etc.

" Está na rua?" Indagou.

Diante da minha negativa,  dissera que havia ido ao centro, louco pra transar e que em um "momento de loucura", combinara sexo com um travesti: Aloka mil vezes.

Pasmo, do outro lado do mensageiro, pensei: A que ponto chegam esses meninos. Não que não se possa fazer sexo com travestis, aliás, muitos deles não só gostam, como preferem. Cada um no seu quadrado.
Dei corda e ele foi despejando, que combinou com o travesti e que no meio do caminho( imagino aquele corpo balançado, em companhia d eum travesti, às claras, em direção ao primeiro hotel de 20 reais) desistiu e eis que para a sua surpresa a trava gritou:

- Desistiu, meu amor? Paga meu "pograma" 
(Bem feito)

Diante de sua negativa, a trava tratou de agarrar-lhe pela gola da camisa( gente, eu dava tuuuudo pra ver a cena, e filmar, óbvio) e o barraco estava armado em pleno centro velho.

O clima esquentou e segundo ele, deu um soco em sua futura refeição, que tratou de achar uma garrafa e partiu pra cima dele deixando bem claro que Travesti não é bagunça.

Em casa, apenas li e não esbocei qualquer reação que não fosse rir e mandar print da conversa para o amigo de plantão.

Em resposta, com tom de deboche, disse-lhe que travestis não são bobos como os caras que ele está acostumado a sair  e que por vezes, ele ainda faz de gato e sapato.
Este mesmo cara, que hoje tomou um coió de uma trava daquelas, suponho, bem barraqueiras, há nem tanto tempo, vivia de favores na casa de um senhor, na cidade de Guarulhos. Senhor este que o achou no mesmo centro velho, lhe deu emprego e casa para morar, na esperança de ter sexo.
Este mesmo cara, me disse inúmeras vezes, após deixar o senhor em casa e vir transar comigo, que não transava com o manteúdo, pois nada sentia, além de repulsa.

Juntou-se com uma mulher no final de 2014 e me disse que nunca mais faria sexo com homem, ainda se deu ao luxo de me aconselhar a fazer a mesma coisa. Pode isso?

Um mês depois, me chamaca no mesmo mensageiro, com a cara de pau de sempre, me pedindo 100 reais emprestados. Se sentiu ignorado, assim como em todas as vezes que me chamou para transar, após os absurdos que fiquei sabendo sobre o senhor, que estava depressivo por conta dele.

Por fim, em praça pública, foi obrigado a fazer o pagamento de 10 (dez reais) para o travesti da praça da República e ir pra casa, na zona suuuul, de ônibus, todo esfolado.

Acho pouco!


Travinha, meu amor, me procura. Tenho um boy para te indicar.





By Madame K