terça-feira, 3 de março de 2015

É BEM MELHOR SER GULOSA






O título me remete á uma certa tarde no Finado Paradise ( finada sauna do centro de Sp).
 Um boy folgado me pediu o celular emprestado para fazer uma ligação. Eu fiz carão e em seguida disse em tom claro com pausa dramática: NÃO!

A pérola do michezinho: " É bem melhor ser humilde"

Fiz outro carão e deixei ele falando sozinho...

Me comer que é bom, nada!



sábado, 28 de fevereiro de 2015

sábado, 7 de fevereiro de 2015

SUPREMACIA JOVEM

  É DOS NOVINHOS QUE GOSTAMOS?

Acho que não.
Gostamos do parceiro que desperta o nosso interesse sexual. 
Andando nas ruas eu observo a diversidade entre os casais e quando nos lugares mais específico(locais para prática de sexo) observo que os novinhos são os mais solicitados e desejados.
Lembro com gargalhadas, quando uma vez estava em um ambiente com boys. Ao redor, uma meia dúzia de senhores, todos, inclusive eu, naquela expectativa: Isso ta uma merda mas vai entrar alguém que realmente me faça gastar 50 reais.



 Foi o tempo de piscar o olho e entra um garoto todo delicioso, aparentando 19 anos. Era macho, desses que viramos a cabeça na rua e ficamos molhados.

Ao meu redor, todos se olharam, menos eu, que preferi olhar para o garoto. Este, sentindo-se como um cordeiro em meio aos lobos, entrou em um banheiro e deixou a porta entreaberta. Um senhor, mais próximo deu uma piscada de olho e ele, com os dedos, fez gesto de dinheiro!
Que maldade, pois, enquanto o senhor refletia se valia a pena ou não, eu cortei a fila, entrei no banheiro e já puxei a porta. Ao trancar, ouvi muito bem quando um dos que la fora estavam exclamou: " olha que bicha vagabunda, tomou o garoto na cara dura, quando eu estava negociando."
Ja trancados, acertamos detalhes e ali mesmo, de pé, pude ter aquele corpo, todo na medida, por cerca de 30 minutos. Enquanto nos atracávamos, eu me concentrava em ouvir as reclamações daqueles que achavam que estavam na fila preferencial.
Ao sair, dei aquela limpada básica na boca e uma alisada no cabelo. Não olhei para trás e já fingia falar ao celular.
O garoto saiu em seguida e todos ficaram chupando dedo. 
Sorry...não da pra ser ético no puteiro!


 No ambiente, certamente tinha muitos outros caras dispostos a sair no tapa para ver quem se venderia pra qualquer um daqueles que ali estavam, mas o fato do garoto ser bem mais novo que a maioria, fez com que tanto eu, quanto os que perderam, dedicasse a atenção para aquele que foi meu.

Ja diz o ditado popular, que gosto é igual cu, cada um tem o seu, mas há pessoas que acabam se limitando e deixando de aproveitar outras coisas. Tenho amigo que só gosta de caras acima de 35 anos. Outro, que da preferência por garotos entre 18 e 23. O que me empolga mesmo não é bem a idade e sim, aquela coisa que não tem explicação gráfica. Ja tive experiência com cara de 38, de 19, de 22, de 30, de 28...confesso que os de 19 a 24 chamam mais a minha atenção, mas muitos desses, na cama, deixam muito a desejar.

Nas saunas, os michês de idade superior a 28, pastam para achar um cliente. Eu mesmo ja fui deselegante com um e após reflexão, conclui que não da para descartar pessoas e possibilidades de relacionamento baseado em idade. É simplista demais. Nos aplicativos de pegação, vemos o absurdo de pessoas que "dispensam velhos e gordos", usando para velhos, idade superior a 28 anos. Se você, leitor, tem mais que 30 anos, sabe do que to falando.
A vida exige de todos nós, coisas em cada fase da vida. A juventude pertenceu à todos e a maturidade e velhice com todos tem encontro marcado. 
Fetiche é uma coisa, gosto e preferência é outra.
Gostar de peludos, de gordinhos, bombados. O que te satisfaz...É diferente de fazer cara feia ou cuspir deselegância quando alguém que não te encanta tenta algo com você. Estava eu no centro com amigos há duas semanas, quando um cara pisca para mim. Meu radar estava apontado para um mulato de aproximadamente 20 anos, que para ter algo, eu teria que puxar algo da carteira.
Contei para meu amigo e questionei: O cara me quer por querer e eu não o quero, mas " O que o cara que piscou tem que despertaria o meu interesse"?
Ele me respondeu com outra pergunta: "O que ele tem que não despertaria o seu interesse"?

Quantas vezes você já não pagou por alguém e no fim das contas, ele não é tão bom quanto alguém que te quer por querer? 

Quantas ja deixou de dar a oportunidade de conversa a alguém por ser mais gordinho?

Por ser mais velho que você?
mais novo que você?
De classe social diferente? 
Urso?
Eu? Perdi as contas! 






link com o vídeo do kafussu para download. 190 MB  

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

DICK BAR - IMPRESSÕES



Nome sugestivo, não?
Infelizmente esqueci das festas de comemoração. As impressões vão ser baseadas na visita feita em um sábado normal, afinal, nem sempre as casas tem evento especial. Avaliar uma casa arrumada para um evento, não me parece o mais apropriado!
Dia 07 próximo, haverá uma prometida festa de Inauguração( sim , ja funciona, mas vão inaugurar, ok)

                           créditos da foto: http://www.guiagaysaopaulo.com.br



 A primeira impressão é a que fica? 


Não uso nem gosto desse ditado popular. Acredito sempre nos equívocos, na falta de tato, de jeito, na superação e reestruturação das coisas. Fui em um sábado normal e a frequência não era lá das melhores. Pouca gente e muitos dos poucos frequentadores, reclamando do nível dos "gogos". Na verdade, não são gogoboys, nas configurações como conhecemos, são meninos(gays, aparentemente) que talvez tenham em suas cabeças, o sonho de dançar na noite e assim, como tantos que começaram na maior da simplicidade,quem sabe um dia, dançar na Danger.( Balada popular do centro velho).




 O bar 

Logo na recepção, digo, porta de acesso, você é atendido por um rapaz. No dia que fui, era o Rafael ( Gladiador) e seu  nome é anotado, à tinta, em uma espécie de lista com os nomes, você recebe uma comanda e se joga na gruta. ( isso aparentemente, foi importado do Paradise. Eu adorava tomar a lista da mão da Marta pra ver os nomes dos boys que estavam na sauna antes de entrar) Paga-se 10 reais até a meia noite e, salvo engano, 20 reais, após. O valor da entrada não é consumível. Consumo é cobrado à parte, óbvio.
O ambiente é muito bom. Espaço amplo, um bar central, com um atendente simpático(importante, porque não somos obrigados) mesas para as viciosas e um ambiente escuro, tipo inferninho(adoro).
A casa precisa de investimento: Os banheiros não atendem o mínimo que merecemos, creio que se já não passou, passará por reforma.  Tinha um garçom apenas, pela baixa frequência, ele dava conta de atender à todos.
A cerveja custa 10 reais( muito, né, gente, mas virou moda em todo o centrão)

                                        Ele não estava lá, pare de ser assanhado

O palco é um pequeno espaço improvisado, uma boa decoração resolve o problema. 


O que é legal?

A permissividade. Algo que eu adorava no Paradise: A putaria pode acontecer (sim, o ambiente é para isso, também) Tudo é permitido. Claro que com todo o respeito e cordialidade. Pode passar a mão nos meninos, apalpar, alisar, colocar $20 na cueca. Em determinado horário, eles dançam bem perto da gente e é nessa hora, que as mãos bobas viajam.

Educação não combina com carão

Na ocasião, os meninos cumprimentaram todos os clientes do bar. Na chegada e na despedida, com um beijo no rosto! Achei de uma sensibilidade essa orientação por parte dos proprietários. É importante essa aproximação, assim o ambiente não se torna hostil, como vemos em locais onde os funcionários olham a bicha ( que paga o salário deles) passando e falam mal pelas costas(saudades da Lagoa)




Uma dica 

Mesmo após ouvir reclamações de uns clientes que preferiram sair pra procurar boys de alto nível(espero que não tenham tomado Elza) e apesar da baixa frequência na noite, saí satisfeito. Me senti bem no local e meu amigo também.
A dica vai para os meninos que "dançam"(se tiverem acesso ao blog). Não deixem subir para a cabeça. Você está apenas dançando em um bar que tenta decolagem. Você só está pisando no primeiro degrau da escada encaracolada, que você nem sabe aonde esta te levará, ou se te levará.



É praga, Madame? 

Não, não é. Infelizmente, enquanto me dirigia ao carro, na hora que saía, ouvi um dos garotos, o mais bonitinho( a meu ver) reclamando do assédio.

"Todos queriam me pegar"

 Passei por ele, descendo a Rua Rego Freitas e como era tarde, pensei em oferecer uma carona, mas lembrei de sua fala e o deixei descer a pé mesmo!


Seja discreto! 


O lema da casa é: "Caixinha secreta atrai ousadia". 
Entendeu?
Leve uns 30 reais a mais, quando for! 



Rua Epitácio Pessoa, 155, República. 




By Madame K 
http://www.estevezbrasil.com.br/



 Agradecimento: Germano Netto

sábado, 31 de janeiro de 2015

ME APAIXONEI PELO MICHÊ E AGORA?


Azar o seu!

Sinto muito, baby! Isso não é raro de acontecer e saiba: Não é exclusividade sua e ninguém está imune. 
Se está com os 4 pneus arriados pelo michê, saiba que os dele, provavelmente, estão alinhados e calibrados. Pode ser que ele também sofra de paixão por alguém...pena não ser pela gente, não é?
 Experimente considerar que ele é só um michê e para ele, o dinheiro alheio, a vida fácil, as roupas que ele considera de marca, as baladas, os truques são todos mais interessantes que o seu e qualquer sentimento.
Experimente pensar que para ele, o que importa é só ele se dar bem. Não importa se com você ou com qualquer outra pessoa. Falei pessoa. Não esqueça que quando está com você, ele está fazendo uso de uma personagem, baby...está atuando...está te falando tudo que você gastaria de ouvir. Você mesmo se encarregou de falar pra ele do que gosta, assim fica mais fácil. Seu nome é fictício, seu bairro, idade, sua vida, tudo desconectado da realidade. Mas você não pode se desconectar, afinal, você também está atuando? Se puder e for esperto, atue também. É um ótimo exercício. A luta não fica desigual. Experimente não deixar escapar(não se atreva a revelar) que está sofrendo de paixão.


 Quando nos envolvemos com o mesmo boy várias vezes, tendemos a nos apegar, a delirar que ele largará a vida fácil para se dedicar a um relacionamento e vida séria! Para que isso aconteça, na na nossa sábia cabecinha, basta ele ( por que não a gente?) arranjar um emprego. Vai dizer que nenhum nunca te disse que só está fazendo programa até arranjar um emprego e que vai entregar curriculum ou tem uma entrevista?
Que trabalha durante o dia e que faz isso apenas para complementar a renda? Que queria mesmo era um emprego com registro em carteira?


Experimente perguntar se ele gosta da vida que tem e não se decepcione se a resposta for afirmativa. Se vier uma negativa, certamente, virá junto com argumentos incapazes de convencer qualquer infante.
Tudo discurso pronto e mais manjado que papo de teleoperador.
Lembre-se sempre quem ele é e não esqueça jamais, quem você é. 


Se se apaixonou, pode desapaixonar-se, ora!
Resta saber, se você está gostando do jogo,do sentimento, da vida que está levando dessa forma. É certo que não é proibido se apaixonar, se aventurar, mas nesse contexto, não podemos relaxar, nos entregar. Salvo alguns casos, relações nesse meio, são baseadas em interesse financeiro. 
Se está apaixonado e acha que está ciente do jogo, viva o momento. Só toma cuidado, para quando acordar, ele não ter passado pela sua vida e levado tudo de melhor que você tinha. Inclusive, a oportunidade de se apaixonar por quem realmente fosse digno de paixão!





Nos apaixonamos por coisas boas! Michê é para nos dar tesão e prazer, vestir a roupa e ir embora!

By Madame K

 


segunda-feira, 26 de janeiro de 2015